terça-feira, 19 de agosto de 2014

Irish Coffee - Discografia essencial

Banda: Irish Coffee
Gênero: Blues Rock, Hard Rock
 
Cover
Disco: Irish Coffee [Bonus Tracks]
Ano: 1992(*)
Faixas:
1. Masterpiece (Souffreau) 3:07
2. Can't Take It (Schueren, Souffreau) 4:08
3. The Beginning Of The End (Schueren, Souffreau) 6:22
4. When Winter Comes (Schueren, Souffreau) 4:54
5. The Show (Part 1) (Schueren, Souffreau) 2:55
6. The Show (Part 2) (Schueren, Souffreau) 3:01
7. Hear Me (Schueren, Souffreau) 4:03
8. A Day Like Today (Schueren, Souffreau) 6:54
9. I'm Lost (Souffreau) 4:32
10. Carry On [Single A-Side, 1972] [Bonus Track] (Schueren, Souffreau) 3:13
11. Child [Single B-Side, 1972] [Bonus Track] (Schueren, Souffreau) 3:45
12. Down Down Down [Single A-Side, 1972] [Bonus Track] (Souffreau) 2:40
13. I'm Alive [Single B-Side, 1972] [Bonus Track] (Souffreau) 4:13
14. Witchy Lady [Single A-Side, 1973] [Bonus Track] (Souffreau) 2:57
15. I'm Hers [Single B-Side, 1973] [Bonus Track] (Souffreau) 4:37    
Créditos:
William Souffreau: Vocals, Guitar
Jean Cyrille Van Der Schueren: Lead Guitar
Paul Lambert: Organ
Willy De Bisschop: Bass
Hugo Verhoye: Drums
Músicos adicionais:
Dirk Dierickx: Backing Vocals ("Masterpiece")
Raf Lenssens: Drums ("Down Down Down", "I'm Alive", "Witchy Lady", "I'm Hers")
Luc De Clus: Lead Guitar ("Witchy Lady", "I'm Hers")
(*) LP lançado originalmente em 1971.
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: Irish Coffee
Ano: 2004
Faixas:
1. Coloured Land (3:22)
2. Brand New Day (3:41)
3. Apocalypse (4:53)
4. Bright Lights (3:58)
5. Ain't Takin' No More (3:09)
6. Lovely Lisa (3:26)
7. Your Love (4:34)
8. Dark Clouds (4:03)
9. I'm Lost (5:10)
Músicas de autoria de William Souffreau.
Créditos:
William Souffreau: Vocals, Guitar
Luc De Clus: Lead Guitar
Stany Van Veer: Organ, Piano
Franky Cooreman: Bass
Hugo Verhoye: Drums
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: Live Rockpalast, Harmonie, Bonn, 21.12.2005
Ano: 2008
Faixas:
1. The Show (Part 1) (Schueren, Souffreau) 3:10
2. Coloured Land (Souffreau) 3:24
3. Brand New Day (Souffreau) 4:06
4. Apocalypse (Souffreau) 5:12
5. Can't Take It (Schueren, Souffreau) 4:07
6. The Beginning Of The End (Schueren, Souffreau) 6:24
7. I'm Hers (Souffreau) 4:57
8. Lovely Lisa (Souffreau) 3:49
9. Dark Clouds (Souffreau) 4:20
10. I'm Lost (Souffreau) 5:46
11. The Show (Part II) (Schueren, Souffreau) 3:16
12. Masterpiece (Souffreau) 3:25
 
13. A Day Like Today (Schueren, Souffreau) 8:02
14. Ain't Taking No More (Schueren, Souffreau) 3:49
Créditos:
William Souffreau: Vocals, Guitar
Luc De Clus: Lead Guitar
Franky Cooreman: Bass
Stany Van Veer: Organ, Keyboards
Stef Van Straalen: Drums
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: Revisited
Ano: 2013
Faixas:
1. Bad Boy (2:46)
2. Gimme A Sign (2:38)
3. The Fountain (3:45)
 
4. Here I Am Again (3:09)
5. Blues #7 (3:22)
6. No Good For Nothing (3:26)
7. Got Some Love (2:45)
8. I Am The Man (3:01)
Músicas de autoria de William Souffreau, salvo "Got Some Love", composta por William Souffreau e Tony Boast.
Créditos:
William Souffreau: Guitars, Vocals
Kris Van Der Cammen: Drums
Franky Cooreman: Bass
Músicos convidados:
Peter Bauwens: Organ ("Gimme A Sign")
Ronald Vanhuffel: Guitar ("No Good For Nothing")
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
Grupo de hard rock belga do início dos anos 70, ao estilo Black Sabbath.
Originado da banda Voodoos, que deixou a região de Aalst em polvorosa, no começo dos anos 60, ao introduzir ali o rock-and-roll americano. A Voodoos tocava covers de Cliff Richard e Shadows e, mais tarde, também dos Beatles e Rolling Stones. Dirk Dierickx, membro da banda, recorda: "As ofertas estrangeiras eram tão boas na época que nunca pensamos em compor nossas próprias canções".
7Após o desaparecimento da Voodoos, a maior parte dos seus integrantes ligou-se à Brussel, banda de apoio de Wim Decraene, e, posteriormente, formou a Irish Coffee, em 1970, com o compositor William Souffreau (nota minha: também baixista e guitarrista). Como reconhece o "Belgian Wit-Lof " (nota minha: segundo pude apurar, trata-se de um livro escrito por Gust De Coster e Geert De Bruycker, em 1990, intitulado, na verdade, "Wit-Lof From Belgium" [segundo alguns comentam, seria um (infame) trocadilho com a expressão "Whit Love From Belgium", aproveitando a popularidade desfrutada pela chicória ("witlof" em inglês) na Bélgica], que conta um pouco da história do rock belga), a Irish Coffee "foi uma das melhores bandas de hard rock surgidas na Bélgica".
2Depois de lançar "Masterpiece", alguns outros singles e um disco longo, o grupo desfez-se em seqüência à morte do tecladista Paul Lambert. Retornou, reformulado, algum tempo depois, com o nome de Joystick. (...)
3Black Sabbath? Acho que não! A banda certamente tomou emprestadas a intensidade dos riffs de guitarra e algumas efervescentes, poderosas e vitais passagens da Deep Purple, mas, em geral, mostrou-se um grupo com uma sonoridade própria, imaginativa, dinâmica, complexa e melódica, sutilmente inclinado para o rock pesado, e que deveria ter durado mais tempo e produzido mais discos. Só resta agradecer ao pessoal da Voodoo pela edição limitada (1.500 cópias) do álbum original, com o áudio fielmente restaurado, além de muitas faixas extras! (Alex Gitlin; tradução livre do inglês).
O site Belgian Metal History conta a história da banda com muito mais detalhes (em inglês).

domingo, 17 de agosto de 2014

Zzebra - Panic [Bonus Tracks]

Cover
Banda: Zzebra
Disco: Panic [Bonus Tracks]
Ano: 2013(*)
Gênero: Jazz Rock, Progressive Rock
Faixas:
1. Panic (McCoy) 4:41
 
2. You've Lost That Lovin' Feeling (Mann, Weil, Spector) 6:22
3. Karrola (Quincey) 4:07
4. Liamo (Quincey, Amao) 6:05
5. Death By Drowning (Eyre) 3:03
6. Tree (Quincey, Preston) 6:09
7. Put A Light On Me (Moore, Genockey) 5:07
8. La Si Si-La So So (Quincey, Amao) 5:20
9. Karrola [Unreleased Alternative Mix] [Bonus Track] (Quincey) 4:10
10. Put A Light On Me [Unreleased Alternative Mix] [Bonus Track] (Moore, Genockey) 5:08
11. Liamo [Live] [Bonus Track] (Quincey, Amao) 6:07
Créditos:
Dave Quincey: Soprano Saxophone, Alto Saxophone, Tenor Saxophone
Steve Byrd: Guitar
Loughty Amao: Congas, Percussion, Tenor Saxophone, Baritone Saxophone, Flute, Vocals
Liam Genockey: Drums, Percussion, Vocals
John McCoy: Bass
Tommy Eyre: Keyboards, Flute, Vocals
Alan Marshall: Vocals
Jo Newman: Vocals
Kim Moore: Vocals
Lesley Duncan: Vocals
Jeff Beck: Lead Guitar (faixa 10)
(*) LP lançado originalmente em 1975.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
1A biografia da banda já foi postada aqui, juntamente com o disco "Zzebra [Bonus Tracks]", de 2013.

sábado, 16 de agosto de 2014

Top Drawer - Solid Oak

Cover
Banda: Top Drawer
Disco: Solid Oak
Ano: 1969(*)
Gênero: Acid Rock, Psychedelic Rock
Faixas:
1. Song Of A Sinner (Steve Geary) 8:47
2. What Happened Before They Took The People Away (Steve Geary) 5:24
 
3. Middle Class America (Alan Berry) 5:00
4. Time Passes Much Too Quickly (Steve Geary) 3:40
5. Messed Up (Ron Linn) 3:49
6. Baker's Boogie (John Baker) 3:43
7. What's In Store (Steve Geary) 4:33
8. Sweet Memories (Alan Berry) 5:00
9. Lies (Steve Geary) 5:13
Créditos:
Steve Geary: Trumpet, Vocals, Harmony
John Baker: Lead Guitar, Harmony
Ron Linn: Organ, Harpsichord, Harmony, Rhythm Guitar
Ray Herr: Percussion, Harmony
Alan Berry: Bass Guitar, Harmony, Vocals
(*) CD lançado em 2002.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
Quando folhear revistas de colecionadores, você muitas vezes vai se deparar com listas de discos de bandas psicodélicas obscuras, como a Top Drawer, sendo vendidos a preços ridiculamente altos tão-somente porque são muito raros. E, na maioria dos casos, apenas porque são muito raros não significa que você tem que pagar os elevados valores ou mesmo sentir que está perdendo muita coisa.
1A Top Drawer, uma banda jovem de Kentucky, que, com riffs bluseiros básicos de guitarra, letras ingênuas demasiadamente ambiciosas e repertório repleto de clichês do hard rock tocado em 1969-1970, produziu um daqueles discos raros-mas-não-tão-bons-assim. O que não o impediu de ser reeditado nos anos 80 (Richie Unterberger, AllMusic; tradução livre do inglês).

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Eire Apparent - Sunrise [Bonus Tracks]

Cover
Banda: Eire Apparent
Disco: Sunrise [Bonus Tracks]
Ano: 2010(*)
Gênero: Psychedelic Rock, Classic Rock
Músicas:
1. Yes I Need Someone (Stewart, Graham, Cox, Lutton) 3:12
2. Got To Get Away (Graham) 3:21
3. The Clown (Stewart) 3:19
4. Mr. Guy Fawkes (Cox) 5:54
5. Someone Is Sure To (Want You) (Graham) 2:37
6. Morning Glory (Cox) 3:26
7. Magic Carpet (Graham) 2:53
8. Captive In The Sun (Cox) 5:40
9. Let Me Stay (Stewart, Graham, Cox, Lutton) 3:39
10. 1026 (Graham, Stewart) 4:13
11. Rock 'N' Roll Band [Single A-Side, 1969] [Bonus Track] (Taylor, Graham) 3:26
12. Here I Go Again [Single B-Side, 1968] [Bonus Track] (Lutton, Graham, McCullogh, Stewart) 2:11
13. Follow Me [Single A-Side, 1968] [Bonus Track] (Snaw, Landon, Keen) 2:45
14. The Price Of Love [Live Audience Recording] [Bonus Track] (D. Everly, P. Everly) 12:20
15. Highway 61 Revisited [Recorded Live in Stuttgart, Germany, on 19th January 1969] [Audience Recording] [Bonus Track] (Dylan) 4:35
16. Mama Talk To Your Daughter [Recorded Live in Stuttgart, Germany, on 19th January 1969] [Audience Recording] [Bonus Track] (Lenoir) 4:39
17. Gloria [Recorded Live in Stuttgart, Germany, on 19th January 1969] [Audience Recording] [Bonus Track] (Morrison) 11:37
Créditos:
Ernie Graham: Vocals, Rhythm Guitar
Mick Cox: Lead Guitar, Flute
Chris Stewart: Bass Guitar, Vocals
Dave Lutton: Drums
David Taylor: Lead Guitar (faixas 14-17)
Convidados especiais:
Jimi Hendrix: Lead Guitar (faixas 1-11)
Noel Redding: Harmony Vocals (faixa 3)
Robert Wyatt: Harmony Vocals (faixa 3)
(*) LP original lançado em 1969.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
A Eire Apparent constituiu-se, na realidade, a partir da derradeira formação da People, uma banda dos anos 60 cuja história caracterizou-se por constantes mudanças de pessoal. A People, gerenciada por David Robinson, mudou-se da Irlanda do Norte para Blackpool (nota minha: uma cidade litorânea a noroeste da Inglaterra) e então experimentou um período altamente bem sucedido e influente em Dublin, antes de seguir para Londres, em maio de 1967. Lá, a banda suportou um par de meses difícil até conseguir um show, através do seu antigo empresário, na UFO (nota minha: famosa casa noturna de Londres da década de 60). A apresentação despertou o interesse de Mike Jeffreys e Chas Chandler, que passaram a empresariar a banda, dando-lhe o nome de Eire Apparent (cortesia de Chandler) e levando-a a excursionar, entre novembro e dezembro de 1967, com os legendários grupos Jimi Hendrix Experience, Move e Pink Floyd.
2A primeira gravação da Eire Apparent foi um excelente single, "Follow Me/Here I Go Again". Lançado pela Track Records em janeiro de 1968, o disco não decolou e a gravadora desistiu da opção de um LP. A banda, porém, teve melhor sorte na América do Norte, onde passou a maior parte de 1968 abrindo shows para Hendrix e Animals, ou então para a Soft Machine, grupos administrados por Jeffreys e Chandler. Infelizmente, Henry McCullough acabou detido no Canadá, no primeiro semestre de 1968, e teve de deixar o país para livrar-se da prisão. O resto da banda ficou compreensivelmente relutante em abandonar a turnê, e por isso se providenciou a substituição de McCullough por Mick Cox (ex-The End, The Alleykatz). A banda finalmente assinou contrato com a Buddah Records, sendo a primeira banda não-americana a figurar no catálogo da gravadora.
1Com novo guitarrista e Jimi Hendrix na cadeira de produtor, a banda gravou o seu LP de estréia, pela Buddah Records, em outubro de 1968. "Sunrise" misturou rock, pop sessentista, psicodelia e um pouco do som progressivo então emergente. Sua natureza diversificada tem sido usada para depreciá-lo, de vez em quando, mas o disco encontra-se há bastante tempo na lista dos colecionadores do gênero psicodélico. Tem vendido razoavelmente até agora e foi reeditado durante vários anos. Era comum encontrá-lo em promoção, mas hoje é mais difícil achá-lo em bom estado (nota minha: é óbvio que o autor do texto está falando do LP). Uma música do álbum, "Mr. Guy Fawkes", transformou-se num sucesso da banda psicodélica australiana Dave Miller Set, que lhe deu uma versão fantástica. Mick Cox deixou a banda, por razões desconhecidas, previamente ao lançamento do disco. No seu posto entrou "Tiger" David Taylor (ex-Teddie & The Tigers), em novembro de 1968.
De volta a Londres, no início de 1969, a banda gravou uma nova música, "Rock 'N' Roll Band", que estampou o lado A do seu segundo single. A Buddah lançou o LP de estréia em janeiro (?) (nota minha: a interrogação consta no texto original) de 1969 apenas nos Estados Unidos. O resto do mês gastou-se em turnê na Europa com Hendrix. As performances da banda, nessa excursão, em Stuttgart (19 de janeiro) e Viena (22 de janeiro), sobreviveram em áudio através de gravações amadoras. O set de meia hora inclui covers de "The Price of Love" (Everly Brothers), "Highway 61 Revisited" (Dylan) e "Gloria" (Them), mais tarde estendidos com o acréscimo de naipe de metais completo e solo de bateria. No final da turnê, o relacionamento de Mike Jeffreys e Hendrix rompeu-se, e a banda voltou para o Reino Unido sem empresário e gravadora.
3Ainda em 1969, a banda tentou estabelecer-se no Reino Unido, mas encontrou resistências por ter concentrado seu trabalho em turnês americanas e pertencer ao cast de uma gravadora ianque, obrigando-a a recomeçar do zero novamente. O segundo single saiu em março de 1969, destinado a promover o lançamento do disco de estréia da banda no Reino Unido. "Rock 'N' Roll Band" é muito boa, mas a canção do lado B, "Yes I Need Someone", é soberba. O disco não alcançou as paradas. Em 20 de abril, o grupo gravou três faixas para o programa John Peel BBC Top Gear, que nunca mereceram lançamento. Em maio de 1969, o LP da banda finalmente chegou às lojas do Reino Unido, com um pequena alteração na sequência das faixas.
4A banda continuou a excursionar até o fim de 1969 e também em 1970. Após um longo ano de turnês por inexpressivas casas noturnas e universidades na Grã-Bretanha, e com pouco material para mostrar, a Eire Apparent decidiu separar-se ao término de 1970. Na época, Tiger Taylor já havia saído para formar a Anno Domini. Substituiu-o, durante um breve período, Peter Tolson (guitarra e vocais), mais conhecido como membro da Pretty Things em meados dos anos 70. Ernie Graham gravou um brilhante LP solo para o selo Liberty Records, em 1971, auxiliado por integrantes da Brinsley Schwartz, envolveu-se com a Help Yourself (ligeiramente, em 1972) e, em seguida, formou a Clancy. Dave Lutton tocou bateria com Heavy Jelly, Ellis e Marc Bolan. Chrissie Stewart agrupou-se à Full House, de Frankie Miller, e posteriormente à Spooky Tooth.
Depois que deixou a Eire Apparent, Henry McCullough integrou a Sweeney's Men e, mais tarde, a Grease Band, que acompanhava Joe Cocker, e lançou dois álbuns individuais pela gravadora Dark Horse, de George Harrison. Também participou, como convidado, em incontáveis discos. Mick Cox constituiu a Mick Cox Band e gravou com Van Morrison nos anos 80 (irishrock.org; tradução livre do inglês).

terça-feira, 12 de agosto de 2014

451º - 451º

Cover
Banda: 451º
Disco: 451º
Ano: 1980
Gênero: Hard Rock
Músicas:
1. Everybody Loves A Hero (4:48)
2. China (3:47)
3. Don't Walk (4:37)
4. Can't Blame Me (3:34)
5. Santa Anna Winds (3:25)
6. Fastest Guns In Town (6:51)
7. I've Got The Power (3:08)
8. It's Alright (4:19)
9. Only The Young Survive (3:29)
10. Lily Marlene (0:44)
11. Check Point Charlie (3:25)
Músicas de autoria de Lowe e Whitford, exceto "Don't Walk", composta por Lowe e Clench, "Lily Marlene", de domínio público, e "China" e "Check Point Charlie", compostas por Lowe, Whitford e Steckler.
Créditos:
Dan Lowe: Lead Guitar
Hal Whitford: Lead Vocals
Brad Steckler: Lead Guitar, Vocals
Jim Clench: Bass Guitar, Vocals
Steve Nelson: Drums, Percussion
Segundo o site The Canadian Pop Encylopedia, duas faixas do disco tiveram as participações de Martin Barre (Guitar), Bob Walker (Bass), Bob Ego (Drums) e Norman Durkee (Piano).
Ripagem do LP, já que o disco nunca foi lançado em CD ou em formato digital.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
A 451 Degrees nasceu por obra do guitarrista Dan Lowe (ex-Painter e ex-Hammersmith) e do baixista Jim Clench (ex-April Wine). A banda foi originalmente formada no final dos anos 70 pelo pessoal fundador da Hammersmith: o baixista Roydon Morice e Dan Lowe. Morice, porém, logo perdeu seu posto para Clench, vindo da Backman Turner Overdrive, e o guitarrista e vocalista Brad Steckler (que mais tarde integraria a White Wolf) juntou-se ao grupo.
Jim ClenchUm disco homônimo, com Hal Whitford nos vocais, chegou às lojas em 1980 pelo selo Pickwick. Lowe e Brad Steckel mais tarde criaram a Prototype, que lançou um álbum em 1983 (MusicMight; tradução livre do inglês).

domingo, 10 de agosto de 2014

Fine Wine - Fine Wine

Cover
Banda: Fine Wine
Disco: Fine Wine
Ano: 1976
Gênero: Country Rock, Classic Rock
Faixas:
1. Got To Get Back Home (Mosley) 3:13
2. As Near As I Can Tell (Been) 2:48
3. If You Feel Like Dancing (Miller) 2:42
4. Cold Heart (Miller) 4:04
5. Heaven Knows (Been) 2:57
6. 8:05 (Miller) 2:29
7. I'll Never Be Lonely Again (Been) 3:48
8. Step Right Up (Miller) 2:12
9. Shadow Of Yourself (Mosley) 3:13
10. Talkin' 'Bout You (Miller) 2:37
11. Everything's Gonna Be Alright (Been) 2:10
12. I Wonder If It's All Worth It? (Miller, Been) 3:37
Créditos:
Bob Mosley: Bass, Vocals
John Craviotto: Drums
Jerry Miller: Lead Guitar, Vocals
Michael Been: Rhythm Guitar, Vocals
Link cedido pelo parceiro Celso Loos. Ripado do LP.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
A Fine Wine, uma banda roqueira da costa oeste americana, reuniu o guitarrista Jerry Miller e o baixista Bob Mosley, membros fundadores da lendária banda Moby Grape, de San Francisco. Depois da segunda dissolução da Grape, em 1971, Miller e Mosley continuaram excursionando, agora como integrantes da Fine Wine, recrutando o vocalista e guitarrista Michael Been (ex-membro da última formação da banda H. P. Lovecraft e frontman do grupo Original Haze, criado por ele) e o baterista John Craviotto, músico de estúdio, para completarem o grupo.
2Após vários anos de turnês, a Fine Wine assinou com a Polydor, que lançou, em 1976, o seu disco de estréia, homônimo, apenas na Alemanha. O grupo se separou logo depois, com Miller e Mosley retornando à Moby Grape, enquanto Been desfrutava o sucesso à frente da banda Call (Jason Ankeny, AllMusic; tradução livre do inglês).

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

The Association - Live

Cover
Banda: The Association
Disco: Live
Gênero: Pop Rock, Psychedelic Pop, Sunshine Pop
Ano: 1970(*)
Faixas:
1. Dream Girl (Bluechel Jr.) 1:36
2. One Too Many Mornings (Dylan) 2:51
3. Along Comes Mary (Almer) 5:23
4. I'll Be Your Man (Giguere) 3:19
5. Goodbye, Columbus (Yester) 2:29
6. Get Together (Powers) 3:21
7. Wasn't It A Bit Like Now (Kirkman) 4:34
8. Never My Love (Don Addrisi, Dick Addrisi) 3:11
9. Goodbye Forever (Alexander, Martison, Kirkman) 2:49
10. Just About The Same (Rhodes, Stec, Fennelly, Mallory, Edgar) 2:50
11. Babe, I'm Gonna Leave You (Bredon) 3:42

12. Seven Man Band (Kirkman) 2:24
13. The Time It Is Today (Giguere) 3:02
14. Dubuque Blues (Alexander) 4:41
15. Blistered (Wheeler) 2:58
16. What Were The Words (Yester) 2:28
17. Remember (Alexander) 3:19
18. Are You Ready? (Ramos, Ortega) 2:52
19. Cherish (Kirkman) 5:14
20. Requiem For The Masses (Kirkman) 4:28
21. Windy (Friedman) 3:40
22. Enter The Young (Kirkman) 3:08
Créditos:
Gary "Jules" Alexander: Guitar, Vocals
Ted Bluechel: Drums, Vocals
Brian Cole: Bass, Clarinet, Vocals
Russ Giguere: Guitar, Vocals
Terry Kirkman: Drums, Vocals, Wind
Larry Ramos: Guitar, Harmonica, Saxophone, Vocals
Jim Yester: Guitar, Keyboards, Saxophone, Vocals
(*) CD lançado em 1999. Gravado na Universidade de Utah, em Salt Lake City, EUA, em 3 de abril de 1970.
Logo Design by FlamingText.com
_______
Biografia:
Uma das mais exuberantes bandas de agradáveis e harmoniosos vocais da metade dos anos 60, a Association foi formada por Gary Alexander (nascido em 25 de setembro de 1943, EUA; vocais, guitarra), Russ Giguere (nascido em 18 de outubro de 1943, EUA; vocais, percussão, guitarra), Brian Cole (nascido em 1942, EUA; falecido em  2 de agosto de 1972; vocais, baixo), Ted Bluechel (nascido em 2 de dezembro de 1942, EUA; bateria, vocais), Terry Kirkman (nascido em 12 de dezembro de 1939, em Salina, Kansas, EUA; teclados) e Bob Page (nascido em 13 de maio de 1943, EUA; guitarra, vocais), embora o último tenha sido rapidamente substituído por Jim Yester (nascido em 24 de novembro de 1939, EUA; vocais, guitarra).
1Depois de lançar dois singles através de selos pequenos, "Baby, I'm Gonna Leave You" e "One Too Many Mornings" — um cover de Bob Dylan —, o grupo encontrou o sucesso com a evocativa canção de Tandyn Almer, "Along Comes Mary". A ascensão da música ao 7º lugar nas paradas americanas, em junho de 1966, coincidiu com alegações de que se tratava de uma canção ligada a drogas. A imagem da Association era ambígua: espiritualmente psicodélica, também cantava baladas e seus integrantes vestiam elegantes ternos. Com um vigoroso lineup de cantores e compositores, a banda escreveu a maioria das músicas da sua discografia. Em agosto, a banda chegou ao 1º lugar nas paradas ianques com o single "Cherish", composto por Terry Kirkman, enquanto o seu primeiro disco longo, "And Then... Along Comes The Association", produzido por Curt Boettcher, mostrou o talento do grupo para as vocalizações de extraordinário efeito.
Nenhum hit surgiu do segundo disco da banda, "Renaissance", produzido por Jerry Yester, irmão de Jim. Alexander foi substituído por Larry Ramos (nascido em 19 de abril de 1942), previamente ao lançamento do terceiro álbum, "Insight Out", cuja produção ficou a cargo de Bones Howe. Seguiram-se singles de sucesso, com "Windy" ocupando novamente o topo das paradas, em maio de 1967, e "Never My Love", cover dos Adrissi Brothers, chegando à segunda coloocação, em agosto de 1967. (Mais de 20 anos depois, confirmou-se "Never My Love" como a segunda música mais executada do século XX, atrás apenas de "You've Lost That Lovin' Feeling", dos Righteous Brothers.)
2O som sereno da Association, calcado em baladas, foi algumas vezes quebrado por certas extravagâncias, como a verdadeiramente estranha "Pandora's Golden Heebie Jeebies" (de "Renaissance"), que a banda lançou como single após "Cherish". Nunca se candidatando ao posto de celebridade musical, o grupo não conseguiu atrair admiradores devotados, e, por volta do final dos anos 60, as vendas dos seus discos começaram a diminuir, sendo que "Everything That Touches You" foi o último single da banda a chegar ao Top 20 (nº 10, em fevereiro de 1968).  Persistindo, a Association continuou a lançar singles esmerados, mas logo perdeu terreno.
3Gary Alexander voltou de uma viagem à Índia com um novo nome, "Jules", e transformou a banda num septeto. O grupo lançou o disco da trilha sonora do filme "Goodbye, Columbus" (nota minha: no Brasil, "Paixão de Primavera"),  em 1969, com produção de John Boylan, que também produziu o disco seguinte da banda, homônimo. Houve uma breve reunião com Boettcher para a gravação do single "Just About The Same", antes de Giguere ceder seu lugar para o tecladista Richard Thompson. Um razoável disco de "retorno", "Waterbeds In Trinidad!" (1972), trouxe uma nova esperança de volta ao sucesso, mas a morte do membro fundador Brian Coles, por abuso de drogas, apressou a rápida passagem da banda pelo circuito revivalista (The Enclyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 78-9; tradução livre do inglês).